Tarot Terapêutico

Tarot Terapêutico

Há várias teorias sobre seu surgimento, alguns estudiosos acreditam que tem sua origem no Egito. Na Europa, era um jogo de cartas e também um oráculo (jogo divinatório).
Atualmente, cresce cada vez mais o uso terapêutico do Tarô. Composto por 78 arcanos (mistérios ou segredos), o baralho é dividido em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores.
Cada arcano traz conteúdos que todos nós experienciamos durante a vida. Os arcanos maiores retratam a jornada de vida do ser humano de forma ampla. Já os arcanos menores, divididos em quatro naipes,
se referem a áreas mais específicas da existência. O Tarô Terapêutico possibilita ao cliente entender melhor o que acontece com ele. Ajuda a trazer à luz conteúdos inconscientes,
clareando o que está impedindo ou facilitando os acontecimentos. Ao clarear o que estava oculto no inconsciente, ajuda no autoconhecimento, na tomada de decisões mais assertivas e na escolha de como
proceder diante de determinado assunto.

Mas, afinal, o que é Tarot?

O Tarot é uma ferramenta de autoconhecimento cuja origem não é exatamente conhecida.

Há várias teorias sobre seu surgimento, alguns estudiosos acreditam que tem sua origem no Egito. Na Europa, era um jogo de cartas e também um oráculo (jogo divinatório). Atualmente, cresce cada vez mais o uso terapêutico do Tarô. Composto por 78 arcanos (mistérios ou segredos), o baralho é dividido em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Cada arcano traz conteúdos que todos nós experienciamos durante a vida. Os arcanos maiores retratam a jornada de vida do ser humano de forma ampla. Já os arcanos menores, divididos em quatro naipes, se referem a áreas mais específicas da existência. O Tarô Terapêutico possibilita ao cliente entender melhor o que acontece com ele. Ajuda a trazer à luz conteúdos inconscientes, clareando o que está impedindo ou facilitando os acontecimentos. Ao clarear o que estava oculto no inconsciente, ajuda no autoconhecimento, na tomada de decisões mais assertivas e na escolha de como proceder diante de determinado assunto.

Ao chegar a uma consulta, você pode ter uma pergunta pronta na cabeça ou pedir um panorama geral da sua vida. A/o taróloga/o vai embaralhar as cartas e abrir o seu jogo. Durante as sessões de Tarot Terapêutico, primeiramente batemos um papo sobre seu momento atual, não direcionando as perguntas para áreas especificas da vida. Abrimos assim o jogo dentro de uma estrutura, com posições que já nos direcionam para um panorama da vida, buscando que as próprias cartas nos tragam os assuntos mais pertinentes a serem observados. Caso você sinta que de alguma forma ainda existe a necessidade de mais esclarecimento sobre determinada área, direcionamos a leitura pra esse ponto, analisando mais detalhadamente.

Lembrando que, dentro da percepção terapêutica do Tarot, nunca estamos trabalhando com previsões, mas sim entendendo as energias que se movimentam em determinadas áreas da vida e o que fazer pra nos equilibrarmos nesse ponto, sempre de dentro pra fora e buscando traças o melhor caminho para o progresso pessoal.

Durante a consulta, posso recomendar exercícios, meditações, florais, aromas, simpatias, sigilos e afirmações para auxiliar o consulente, sempre com o objetivo de ajudar na busca individual e dissolver bloqueios identificados que possam estar impedindo o desenvolvimento pessoal.

O Tarot Terapêutico funciona como uma bússola que nos mostra a direção em que devemos olhar, auxiliando profundamente nos processos de autoconhecimento. Vai além do simples jogo com as cartas, trazendo clareza a questões internas e revelando possibilidades

Dentro do processo, posso ainda te recomendar alguns exercícios, meditações, florais, aromas, simpatias, sigilos e afirmações para auxiliar o consulente – sempre no intuito de ajudar na busca individual, dissolvendo os bloqueios identificados que possam estar impedindo o desenvolvimento.

O Tarot Terapêutico possibilita ao cliente entender melhor o que acontece com ele, ajudando a trazer à luz conteúdos inconscientes e clareando o que está impedindo ou facilitando os acontecimentos. Auxilia no autoconhecimento, na tomada de decisões ou orientação de como proceder em determinadas situações.
Durante as sessões de Tarot Terapêutico, inicialmente conversamos sobre seu momento atual, sem direcionar as perguntas para áreas específicas da vida. Abrimos o jogo dentro de uma estrutura com posições que nos proporcionam um panorama da vida, buscando que as próprias cartas revelem os assuntos mais pertinentes a serem observados. Caso sinta que ainda existe a necessidade de mais esclarecimento sobre alguma área, direcionamos a leitura para esse ponto, analisando mais detalhadamente.
Lembrando que, dentro da percepção terapêutica do Tarot, nunca trabalhamos com previsões, mas sim entendemos as energias que se movimentam em determinadas áreas da vida e o que fazer para nos equilibrarmos nesse ponto, sempre de dentro para fora e buscando traçar o melhor caminho para o progresso pessoal.
Durante a consulta, posso recomendar exercícios, meditações, florais, aromas, simpatias, sigilos e afirmações para auxiliar o consulente, sempre com o objetivo de ajudar na busca individual e dissolver bloqueios identificados que possam estar impedindo o desenvolvimento pessoal.
O Tarot Terapêutico funciona como uma bússola que nos mostra a direção em que devemos olhar, auxiliando profundamente nos processos de autoconhecimento. Vai além do simples jogo com as cartas, trazendo clareza a questões internas e revelando possibilidades.

Pode ser realizada apenas uma leitura em uma única sessão de Tarot Terapêutico, ou um processo terapêutico de algumas sessões. Cada ser é único, em momentos únicos, por isso o processo é sempre criado em conjunto com o consulente.

"O Tarot é um caminho a ser percorrido, uma viagem pra dentro de si mesmo."

Como funciona?

O funcionamento do Tarot Terapêutico baseia-se nos conceitos de arquétipo, inconsciente coletivo e sincronicidade, desenvolvidos por Carl Gustav Jung. Após estudar vários sistemas simbólicos, Jung observou a recorrência de certas imagens em diferentes culturas, como a figura do herói ou da grande mãe, que, embora representadas de formas diversas, aparecem de maneira consistente nas sociedades. Essas “imagens primordiais” foram denominadas de arquétipos.
Ao constatar a presença desses arquétipos em todas as culturas que estudou, mesmo sem haver contato entre elas, Jung formulou a ideia de um inconsciente coletivo – um substrato comum a toda a humanidade que abriga os arquétipos e experiências arquetípicas compartilhadas pelos seres humanos.
Além disso, Jung percebeu que muitas das chamadas “coincidências” continham conteúdos significativos para as pessoas envolvidas. Ao aprofundar sua pesquisa, ele observou que existem eventos que não estão ligados por relações de causa e efeito, mas sim por uma afinidade de significados. Todos nós já passamos por experiências em que pensamos em alguém e, logo em seguida, recebemos um telefonema dessa pessoa, ou sonhamos com um amigo de infância e o encontramos por acaso na rua. Para Jung, esses eventos não são simples coincidências, mas sim eventos guiados pelas leis da sincronicidade.
Devido à conexão significativa que compartilhamos através do inconsciente coletivo, eventos que possuem significados semelhantes para uma pessoa podem “atrair-se” mutuamente. Esse princípio é um dos fundamentos dos oráculos.

No caso do Tarot Terapêutico, os conteúdos inconscientes do cliente “atraem” as cartas que expressam e auxiliam a elucidar os significados do que ele está vivenciando. Assim, o Tarot ajuda a trazer à tona o que está dentro, além de apresentar possíveis caminhos arquetípicos para a solução das questões. Na verdade, o Tarot é um grande narrador da história da humanidade na Terra. Assim como as histórias, ao retratar as questões pelas quais todos nós passamos e também as possíveis ramificações de cada estágio, ele auxilia o cliente a se estruturar e a enxergar saídas para seus dilemas.
Além disso, os arquétipos presentes nas cartas, bem como a disposição e as relações entre elas, também ajudam a compreender de que maneira o cliente está vivenciando esses arquétipos: de forma positiva, libertadora, ou destrutiva, aprisionadora. Por exemplo, o Louco pode representar tanto alguém que se lança em uma nova empreitada com total intuição e confiança na vida, como alguém que age de forma irresponsável e impulsiva. Se essa carta é revelada durante um momento específico, o cliente pode escolher com qual polaridade deseja experienciá-la, permitindo assim vivenciar a energia da carta e do momento de maneira mais clara e positiva.
Para que serve o Tarot Terapêutico? É uma ferramenta excelente para aqueles que desejam compreender melhor o momento em que estão vivendo ou que possuem dúvidas sobre determinado assunto. Também auxilia na compreensão de por que certos padrões se repetem em nossas vidas ou o que está nos impedindo de alcançar nossos objetivos. A leitura terapêutica do Tarot contribui para o autoconhecimento e a ressignificação dos conteúdos, auxiliando na observação das questões sob uma perspectiva diferente e na descoberta de novas maneiras de lidar com elas.

Agende Uma Consulta

Atendimento

Segunda à Sábado

Tempo de leitura: De 1:30h à 2h / online.

Horário pré-agendado somente após a confirmação do pagamento. Entraremos em contato em até 24 h.

Pode ser ao vivo on-line ou gravado, de acordo com a preferência do cliente.

© 2023 | emmanuela trindade. Todos os Direitos Reservados.